Comer demais ou muito pouco?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Comer demais ou muito pouco?

Mensagem  mariana em Ter Ago 26, 2008 5:09 pm

Comer demais ou muito pouco?
É considerável a influencia que tem uma alimentação equilibrada sobre o bom decurso da gravidez.

Uma alimentação racional nesta etapa fisiológica é a melhor ajuda para prevenir partos prematuros e problemas ligados ao desenvolvimento do recém-nascido: diminuição do peso ou do tamanho, menor resistência às infecções, etc.
Maior importância tem a má nutrição se as mulheres são multíparas, sobretudo se é curto o intervalo entre a gravidez, esgotando-se as reservas maternas sendo difícil que o organismo das mulheres não se ressinta de algum modo (anemias, descalcificações, etc.).

Durante este período fisiológico poderá não ser necessário fazer a alteração dos hábitos alimentares, nem mesmo efectuar dietas, desde que anteriormente a este período (durante o planeamento familiar e previamente à gravidez, entre o 1º e 2º trimestre da gravidez ) elas sejam saudáveis e a alimentação seja quantitativamente e qualitativamente adequada, sendo por vezes necessário fazer algumas adequações .

Comparativamente às necessidades da mulher no período prévio à gravidez, durante a gravidez, é exigido um aumento global das necessidades alimentares e nutricionais, sendo caracterizado por um aumento moderado da energia e proteínas provenientes dos alimentos, mas mais importante o de outros nutrimentos como folatos (folacina 400μg/dia), o ferro (sulfato ferroso 30 mg/dia) o cálcio (1 200 a 1 500 mg/dia), zinco ( 3 mg).


Medidas Preventivas
É conveniente prevenir a insuficiência e o excesso alimentar e nutricional.

Não comer por dois mas, isso sim, duas vezes melhor e para dois.

Um peso ao nascimento muito elevado poderá constituir risco tanto para a mãe como para a criança.

Na mulher um excessivo aumento de peso poderá favorecer uma futura obesidade, mas não existe um aumento de peso ideal para todas as mulheres, pois existem muitos parâmetros individuais que marcam diferenças.

Embora se estime um aumento de valor energético médio diário (kcal/dia) durante a gravidez, a grávida no 3º trimestre está mais pesada e tem uma sensação de peso e cansaço permanente.

A grávida pode aumentar de peso, entre 11,5 e 13,5 kg, até ao momento do parto, distribuídos da seguinte forma:


A sobrecarga ponderal no período prévio à gravidez ou adquirida durante esta, constitui um factor de risco: diabetes, hipertensão arterial, mortalidade perinatal aumentada, cesariana.

Relevante e não menos importante são os outros hábitos de vida saudável, tal como o uso muito moderado e, de preferencia, até inexistente de bebidas alcoólicas, não fumar, caminhar e o repouso adequado.

Cuidar da higiene oral diária ( neutralizar a acidez da saliva que se observa ligada a trocas metabólicas existentes).
avatar
mariana
Admin

Mensagens : 52
Data de inscrição : 25/08/2008
Idade : 46

Ver perfil do usuário http://mulhermoderna.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum