Grávidas trabalhadoras

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Grávidas trabalhadoras

Mensagem  estreladomar em Seg Set 15, 2008 5:43 pm

Grávidas trabalhadoras

No local de trabalho ou em casa devem evitar correr riscos.

Se é advogada, hospedeira de bordo, empregada doméstica, secretária de administração ou encarregada de refeitório, para trabalhar, você deverá estar em plena segurança, evitar os riscos inerentes ao seu estado e precaver-se contra eventuais problemas. Não interessa qual é a sua função. O importante é que a empresa para quem trabalha tem obrigações para consigo, assim como você tem para com o seu empregador. Vamos falar sobre algumas profissões e referenciar alguns dos perigos e quais as precauções que devem ser tomadas para que a sua integridade e a do seu bebé sejam protegidas.

As empregadas Administrativas passam muitas horas sentadas nos seus postos de trabalho, muitas vezes as posturas em frente ao computador são incorrectas e aí, surgem as dores nas costas e pescoço, para além dos problemas de circulação nos membros inferiores. Para evitar esta situação, devem utilizar uma cadeira ergonómica, que seja cómoda e com bons apoios. Para além disso, devem adoptar uma postura correcta, com os pés bem assentes no chão. Se necessário, podem utilizar um pequeno apoio para os pés, de modo a que estes fiquem ligeiramente elevados. Experimente ainda colocar uma almofada para apoiar as costas, criando um apoio lombar que lhe irá diminuir as dores. Faça pausas regulares durante o período de trabalho – uns quinze minutos a cada duas horas de trabalho - pois o hábito de estar sentada em frente a um computador oito horas, com uma única interrupção de uma hora para comer, não é aconselhável durante a gravidez.

As Empregadas de balcão têm um problema relacionado com o tempo que permanecem em pé. As pernas devem ser alvo de cuidados para que não inchem e surjam posteriormente derrames e varizes. Se tiver de permanecer muito tempo em pé, apoie-se alternadamente num pé e no outro, colocando aquele que descansa numa posição mais elevada – num degrau por exemplo. Utilize sapatos de tacão largo e baixo (2 ou 3 cm). Os saltos altos e os sapatos rasos devem excluir-se, assim como os sapatos que apertem os pés. Uns sapatos justos q.b., serão a melhor opção para as suas pernas e pés. Além disso, utilize apenas sapatos de pele ou de pano e nunca de matérias sintéticas. Ao chegar a casa tome um duche de água tépida e ao mesmo tempo massaje as pernas, sempre no sentido ascendente – a partir dos tornozelos – de modo a ajudar o sangue a circular. Evite o calor excessivo sobre as pernas para evitar a vasodilatação. Para fortalecer a zona dos joelhos e estimular a circulação, faça caminhadas fora das horas de calor e natação (provavelmente o desporto mais completo do mundo).

As empregadas fabris para além do tempo que estão em pé, sofrem ainda outras “agressões”, sendo que estas podem ser prejudiciais tanto para a futura mãe como para o bebé. A incompatibilidade deste tipo de trabalho com a gravidez é muito grande, já que, para além do tempo que às vezes têm de permanecer em pé, trabalham em locais por norma ruidosos, muito quentes e pouco arejados. Assim, se este é o seu caso, tente entrar em acordo com a sua entidade patronal, para que esta lhe permita desempenhar outras funções, menos fatigantes e de menor risco. Evite transportar pesos muito grandes (o máximo aconselhável são oito quilos) e se o ambiente é muito ruidoso peça que lhe sejam disponibilizados uns auriculares protectores – que já fazem parte do material de segurança de muitas empresas. O máximo de ruído tolerável nesta fase da vida é de 80/85 decibéis. As trabalhadoras que desempenham trabalho nocturno poderão pedir a sua passagem para o horário diurno. Durante o período de gravidez se a trabalhadora desempenha uma tarefa em que está em contacto com substâncias perigosas ou que implique grandes esforços físicos pode também pedir para ser transferida para outra função, desde que a mesma esteja de acordo com as suas aptidões.

A empregada doméstica e a dona de casa têm de lidar com os cuidados da casa, com os filhos, com o marido... e ainda têm de organizar o seu tempo em conjunto com todos esses elementos da família. Durante a gravidez não podem carregar pesos muito grandes (não é aconselhável carregar oito quilos de compras) e para as tarefas mais pesadas, devem pedir ajuda. Também não devem:
-Utilizar produtos tóxicos como o amoníaco e o enxofre
-Inalar vapores de produtos agressivos (lixívia, soda caustica, por exemplo)
-Pintar paredes
-Subir a escadotes
-Estar muito tempo ao fogão (o que acontece com as cozinheiras)
-Estar muito tempo a engomar (o calor do ferro e o estar em pé é prejudicial)

Existem muitas outras profissões em que há riscos para uma mulher grávida e para o bebé. É útil que conheça os riscos sempre que as desempenha. Cumpre-lhe a si, junto dos serviços de saúde, explicar as funções que desempenha para que a possam aconselhar sobre quais as tarefas que poderão pô-la a si ou ao seu bebé em perigo. Reclame os seus direitos caso a entidade patronal não atenda aos seus interesses, porque a entidade patronal também tem deveres a cumprir com os seus trabalhadores.
avatar
estreladomar

Mensagens : 62
Data de inscrição : 27/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum